Wednesday, February 28, 2007

Neste Canto da Selva, Uma História de Animais ...




A Floresta e o Porquinho Dourado




Corria por essa pradaria fora um porquinho, dourado como nunca.


A borboleta refractária compreendeu o desenlace e pediu-lhe que deixasse verificar o serviço metereológico no recém criado mediatrix, vulgo catamar38-frtyww. Um simples gesto e o aparelho desatava a produzir mapas e mais mapas de cenários finamente complexos.


Não havia códigos por aquelas paragens.


Mesmo subindo ao topo de uma palmeira, não seria possível ver os degraus do horizonte instantâneo.


O Porquinho PQY, alegre como uma nuvem de Primavera, fugia a quatro pésinhos saltando tufos de coentros e ervas endainhadas.


Académico como queria ser, PQY detestava modestizar a sua postura rocambolesca. Preferia sentar-se nas primeiras filas do anfi-Teatro escavado numa clareira deste bosque de folhetim.


Mas, a Alegria, outra das convidadas, chegara sem se anunciar.


Ouvia-se ao longe uma campainha de velocípede en-tunizado. Certamente, pensava o porquinho, estamos nas fronteiras de mais uma baixeira. A última cimeira já deslizara num passado recente para um plano, de férias, inclinado.


Não era possível sair da selva sem autorização dos pinheiros mansos.


O porquinho, chegando ao seu destino, sentiu-se livre e sorridente, dois estados de alma tão raros na relva verde da selva azul.


As formigas, sempre atinadas nas suas filas de paciência, roteiros de incansáveis carreiras sem favores alheios, tomavam posições em torno de uma àrvore ainda sem nome, com um ar de plantada à espera de uma mensagem que não brotava dos simpáticos rochedos musgosos. Os arbustos circundantes sussurravam suspiros interditos...


Ainda não terminara a trégua desenhada a cinzento no espelho do céu, e, já os animais mais ferozes das estepes se deleitavam com os saldos de verão.


A animação geral era particularmente exuberante. Risos de seda ventilavam a paz nascente.


O porquinho sabendo-se observado, rumou a Oeste.


Uma história Feliz.





e.t.: Uma história surrea-Lista de Rui Paiva em 28 de Fevereiro de 2007






5 Comments:

Blogger ≈♥ Nadir ♥≈ said...

Passei para te ler e deixar votos de um bom fim de semana.
Beijinhos

March 02, 2007  
Anonymous Anonymous said...

Uma história feliz!

Que estejas bem!

Um beijo*

March 02, 2007  
Blogger Alexandra said...

Passei para te ver. Mais uma vez fui surpreendida por outra das tuas histórias "surrea-Listas". Esta, acheia-a particularmente engraçada :))

Fica bem!
Bom fim de semana.

Bjs

March 03, 2007  
Blogger isabel mendes ferreira said...

olá Artista....

aqui estou. para olhar. ler. re.ler.te.


maravilhada.

como não?


beijos.

March 06, 2007  
Blogger un dress said...

hehe!!


:)

May 20, 2007  

Post a Comment

<< Home